terça-feira, 18 de novembro de 2008

Cheia de querer...


Eu quero palco, quero platéia, quero público, quero minha arte.
Eu quero riso, eu quero aplauso, eu quero choro, quero emoção.

Eu quero olho no olho, quero cumplicidade do colega, quero brincar com coisa séria.
Quero coxia, quero urdimento, intensidade e sentimento.

Quero cortina abrindo e luz subindo e ator entrando e a dor saindo.
Quero me curvar diante do público pra que ele sinta a minha emoção,

quero abrir uma fenda no meu peito e deixar exposto meu coração.
É magia o que eu quero.

E quando a luz apagar, a cortina fechar, o público se for.

Quando o cenário desmontar, o figurino tirar, a maquiagem lavar.
Eu vou agradecer pela magia que esteve ali.

Vou agradecer por ter sido parte daquele momento único e impossível de repetir.

É isso que eu amo, é isso que eu escolhi, é isso que eu quero, é isso que eu vou perseguir!

2 comentários:

Lesma de sofá disse...

Eu sempre penso em vc num caminho tão certo e tão garantido.
Depois fico pensando "tomara que sobre tempo pra mim"...hehe
bjs e muitos amores.

Marcos Roberto disse...

Você merece uma grandiosa salva de palmas com o público de pé!!!


beeijo